quinta-feira, 6 de agosto de 2015

8 erros que os concurseiros devem evitar.

Texto retirado do site Concurso Virtual.

Alcançar a tão sonhada vaga na carreira pública requer tempo e dedicação. Quem estuda precisa ficar atento para não colocar em risco todo o planejamento. Então, conheça os 8 erros que os concurseiros não podem cometer e saiba como evitá-los.

1. Não treinar/simular um dia de prova.
Concurseiro que calcula bem o tempo de resolução para cada matéria e treina diversos simulados tem mais chances de controle e segurança na hora da prova. Além disso, ele poderá ficar bem menos ansioso no dia de encarar o desafio real.

2. Escolher um concurso de nível médio porque é mais "fácil".
Saiba que o que leva o candidato a ser aprovado não é o grau ou nível de dificuldade, e sim uma preparação adequada. Além do mais, achar que esse tipo de concurso é mais fácil é erro grave,
pois seu conteúdo programático possui temas, questões e características que precisam ser estudadas com a mesma disciplina de concursos de nível superior. Hoje em dia, a disputa é muito acirrada em qualquer concurso.

3. Não fazer revisões das disciplinas.
A revisão é fundamental para saber se você entendeu bem os conceitos, esqueceu algum item ou estudou tudo o que foi pedido. Quando reforçamos o que estudamos por meio da repetição
revisada, tendemos a entender melhor a matéria. Faça revisões periódicas para não deixar tudo
para a última hora!

4. Fazer concursos em diferentes áreas.
Além do trabalho dobrado, você pode ter dificuldade para montar um cronograma. Os concursos da mesma área costumam ter diversas matérias em comum. Assim, mesmo que você foque em um concurso específico, você pode prestar concursos semelhantes, pois estudará basicamente a mesma coisa, com poucas matérias específicas para cada um deles.

5. Estudar pensando em curto prazo.
Alguns editais de concursos públicos demoram anos para serem divulgados. Por isso, dependendo de seu objetivo, é preciso aprender a estudar pensando em dedicação no longo prazo. Neste caso, usar técnicas de resumo e revisões para que o conteúdo não seja esquecido após um tempo é o ideal.

6. Priorizar disciplinas com que você tem maior afinidade.
Estude e adquira familiaridade com todas as disciplinas cobradas no seu concurso para descobrir
seus pontos fracos. Se você apenas priorizar aquilo que gosta, vai ter problemas para a resolução
de exercícios mais complicados e não vai conseguir uma boa colocação.  Revise todas, sem exceção.

7. Não usar um material de estudo adequado.
Estudar por recursos de procedência duvidosa pode causar muitos problemas. Além de incompletos, eles podem não estar atualizados de acordo com as últimas retificações do edital. Portanto, escolha apostilas para concurso, videoaulas e cursos online somente de confiança, além de utilizar livros e provas anteriores para aumentar ainda mais suas chances de passar.

8. Partir direto para os exercícios sem estudar a teoria.
Essa conduta dificulta o aprendizado e a fixação da matéria. Normalmente, o candidato que faz
isso também tem o hábito de começar os estudos e interrompê-los ao primeiro sinal de cansaço, para recomeçar o ciclo quando sai outro edital.


Planeje-se e inicie seus estudos.

Fonte: Concurso Virtual

Nenhum comentário:

Postar um comentário