terça-feira, 2 de outubro de 2012

Banrisulenses protestam e entregam documento ao Governo.

Os banrisulenses fizeram mais uma grande manifestação pela retomada das negociações específicas  no fim da manhã desta terça-feira, em Porto Alegre. Após concentração em frente à Direção Geral do banco, na Rua Caldas Júnior, centenas de funcionários em greve seguiram em caminhada até o Palácio Piratini, onde ocorreu o ato público que encerrou a atividade.
Representantes do Comando dos Banrisulenses foram recebidos no Gabinete do governador Tarso Genro e entregaram um ofício a representantes do Governo solicitando a reabertura das negociações específicas com a direção do Banrisul.
No documento, os bancários citam os exemplos da Caixa e do Banco do Brasil, que tiveram avanços nas rodadas específicas e já encerram a greve. Os banrisulenses também reafirmaram a disposição dos trabalhadores ao diálogo e solicitaram a intermediação do Governo do estado, junto à Direção do Banrisul, para retomada imediata das negociações.
“O objetivo desse ato é fazer com que o governo interfira na mesa de negociações com Banrisul. Os representantes do governo assumiram o compromisso de dar um retorno aos banrisulenses até o final da tarde desta terça-feira sobre a conversa que tivemos. Não vamos sair da greve sem pactuar o que foi acordado na greve do ano passado sobre o Plano de Carreira”, enfatiza o presidente do SindBancários, Mauro Salles.
“A direção do banco faz de conta que os problemas que prejudicam os funcionários não existem. Os banrisulenses não fazem greve apenas para aumentar o índice salarial, mas sim por um melhor plano de carreira”, disse a diretora do SindBancários, Milena de Cássia Silva de Oliveira.
“Esse ato superou todas as expectativas, demonstrando a força e o espírito de luta dos banrisulenses. Esperamos que agora o Banrisul volte a negociar, pois a greve está forte e tende a ficar maior ainda”, garante o diretor da Fetrafi-RS, Carlos Augusto Rocha.
 
Números da greve
O movimento de greve no Banrisul chegou ao seu 15º dia nesta terça-feira, com um total de 322 unidades paralisadas no país. Somente no Rio Grande do Sul são 305 agências, postos de atendimento e departamentos em greve.
*Fetrafi-RS
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário