domingo, 16 de agosto de 2015

INSS: Edital poderá ser antecipado

950 vagas autorizadas. Remuneração inicial até R$ 7.869
Além de estudar a distribuição das 950 vagas autorizadas pelo país e elaborar o projeto básico do concurso, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já possui um cronograma interno, segundo o qual publicará o edital bem antes de 29 de dezembro, prazo estipulado pela portaria do Ministério do Planejamento. As informações são do setor de Recursos Humanos da autarquia, que não revelou as datas fixadas nesse cronograma, alegando que há constantes mudanças durante a preparação da seleção. Ainda segundo o departamento, há muitas etapas a serem cumpridas, antes da divulgação do documento.
É que após finalizar a distribuição das vagas pelo país e o projeto básico, será iniciado o processo de escolha da organizadora, o que inclui o envio de propostas das instituições, a análise das bancas candidatas, a definição e eventual recurso. Esse trâmite será simplificado se a escolha ocorrer com dispensa de licitação. É possível também que haja licitação ou pregão eletrônico, o que demandaria mais tempo. As informações do setor de Recursos Humanos confirmam as declarações do ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, em recente reunião com entidades sindicais. Gabas afirmou aos servidores que os preparativos são agilizados. 
Antes de realizar a seleção, porém, o INSS tem grande interesse no fim da greve dos servidores, iniciada no dia 7 deste mês. Segundo o Ministério da Previdência Social, das 1.605 unidades de atendimento de todo o país, 47,8% funcionam parcialmente e 17,1% fecharam. No Rio de Janeiro, de 106 unidades, 36% funcionam parcialmente e 8% foram fechadas. Das 950 vagas autorizadas, 800 são de técnico do seguro social, para quem tem o nível médio, com remuneração de até R$5.259,87, e 150 para analista do seguro social, destinado a graduados em Serviço Social e rendimento de até R$7.869,09. 
Espera-se que o INSS solicite o adicional de 50%, assim como fez nos últimos concursos, o que possibilitará um bom número de contratações. Observando as últimas seleções é possível perceber que vale a pena estar no cadastro de reserva do instituto. Em 2011, quando ocorreu o último concurso de técnico e perito, houve 5.020 convocações, de 6.881 aprovados, ou seja, 133% além da oferta prevista em edital. Desse total, cerca de 90% das contratações (em torno de 4.500) ocorreram para o cargo de técnico.
Remunerações oferecidas são atrativas
Assim que ingressa no INSS, o técnico tem rendimentos de R$4.614,87, somando R$639,18 de vencimento básico, R$1.022,69 de gratificação de atividade executiva (GAE), R$2.580 de gratificação de desempenho de atividade do seguro social (Gdass/80%) e auxílio-alimentação de R$373. Após seis meses de trabalho, a remuneração passa para até R$5.259,87, já que, além dos outros valores, a GDASS sobe para até R$3.225 (100%).Os analistas, por sua vez, ingressam recebendo remuneração de R$6.832,89, somando vencimento de R$890,42, mais R$1.424,67 de GAE e R$4.144,80 de Gdass (80%) e o auxílio-alimentação. Após seis meses de trabalho, porém, a remuneração sobe para até R$7.869,09, já que, além dos outros valores, a Gdass pode chegar a R$5.181 (100%). O regime de contratação é o estatutário, com estabilidade.

Fonte: Central de concursos

Nenhum comentário:

Postar um comentário