domingo, 7 de novembro de 2010

Enem pode ser cancelado

ENEM 2010

Primeiro dia é marcado por erros em provas
No sábado foram registrados problemas em alguns gabaritos das provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias. Segundo relatos de estudantes, as questões do gabarito estavam com a ordem invertida em relação à prova. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) admitiu o erro, mas informou que os fiscais orientaram os candidatos quanto ao preenchimento da folha de resposta.
De acordo com o Inep, o problema estava localizado no cabeçalho da folha de respostas em que os candidatos deveriam marcar o gabarito das questões do Enem. A prova de sábado tinha 90 questões no total: 45 de ciências humanas, numeradas de 1 a 45, e mais 45 de ciências da natureza, numeradas de 46 a 90. Na folha de resposta, os cabeçalhos das provas estavam trocados: as questões de 1 a 45 eram identificadas como ciências da natureza e as de 46 a 90, como ciências humanas.
Segundo o Inep, o gabarito segue a mesma ordem numérica das questões. De acordo com o órgão, os fiscais orientaram os estudantes a preencher a folha de resposta seguindo a ordem numérica das questões e não há registro de que o problema tenha interferido no andamento das provas.
A informação, entretanto, é contestada por estudantes que fizeram a prova no Campus Vergueiro da Uninove, em São Paulo. "Não avisaram nada na minha sala", disse Deborah Macedo, 16 anos, que decidiu prestar o Enem, mesmo estando no segundo ano do colégio, para praticar e testar seus conhecimentos. "Agora, não acertei nenhuma questão. O gabarito estava trocado", disse.
A estudante Chaja Rajab, 17 anos, passou por problema semelhante. "Consegui fazer boa parte da prova, mas passei para o gabarito tudo errado", disse. Segundo a estudante, ela teria acertado 70 questões, se não fosse o erro do exame.
Já na sala de Giovanna Marçal, a maioria dos gabaritos estavam invertidos com as questões da prova. "Logo no início da prova, explicaram para responder na ordem normal, que depois iria ser corrigido certo". Ainda assim, a estudante disse que ficou desconfiada.
O presidente do Inep, Joaquim José Soares Neto, afirmou no sábado que nenhum estudante será prejudicado pela troca do cabeçalho no gabarito. Segundo ele, o instituto deverá disponibilizar em sua página na internet um item para que os estudantes que preencheram o gabarito invertido possam pedir a correção adequada.
O presidente negou que as falhas afetem a credibilidade do exame. De acordo com o presidente, os problemas não devem afetar o prazo de correção das provas. Para este domingo, Neto prometeu que o exame ocorrerá normalmente e não haverá problemas no gabarito.

OAB orienta candidatos a procurar Ministério Público e não descarta anulação.

Os candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que tiverem sido prejudicados pelo erro de impressão da folha de respostas da prova deste sábado devem procurar o Ministério Público (MP) para relatar o problema. A recomendação é do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante. Uma das possibilidades, segundo ele, é que o exame seja anulado e aplicado novamente.
No sábado, a folha em que os estudantes marcam as respostas das questões estava com o cabeçalho das duas provas trocado. O exame tinha 90 questões, sendo a primeira metade de ciências humanas e o restante de ciências da natureza. Mas, na folha de marcação, as questões de 1 a 45 eram identificadas como de ciências da natureza e as de 46 a 90, como de ciências humanas.

Fonte: Terra

Veja Também:
- Cursos EAD (Descontos Aqui)

Nenhum comentário:

Postar um comentário